Reading Time: 4 minutes

 

TCC: do coração, se você faz seu melhor e acredita, Tem Como Conseguir.

"Tenho que escrever o texto do blog!"

Ontem, acordei com este lembrete na cabeça e, imediatamente, voltei no tempo. Recordei como minha mente estava há 4 meses, quando uma lembrança persistia em meus pensamentos:

"Tenho que escrever o texto do TCC!"

Falar em TCC - Trabalho de Conclusão de Curso - deixa algumas pessoas muito nervosas. Não foi tanto o meu caso, mas eu confesso que eu fiquei ansiosa por conta disso.

Em junho de 2016, quando eu decidi terminar a minha graduação de vez, pegando várias matérias juntas, isso inclua também escrever todo um TCC, que eu não tinha nem tema nem professor orientador.

Na matrícula online, escolhi uma professora bem legal do Departamento, com a esperança de que ao conversar presencialmente com ela, ela toparia me orientar. Porém, quando tivemos esse papo, descobri que já não dava mais para ela, pois o máximo de orientandos que o professor pode ter são 5 e ela já contava com esse número. Acabou que eu tive que escolher um outro professor, que tinha disponibilidade.

Decidi por fazer com um tema do estágio e, lá para final de julho, eu comecei a escrever um TCC (que eu deveria entregar em outubro...espia).

Medita, Respira e Faz. Foi isso que pensei. E que tentei fazer...

Como você deve saber, escrever não é algo chato para mim, pelo contrário. Mesmo os conteúdos mais técnicos, eu curto de montão escrever sobre eles. Então, em alguns dias, escrevi o referencial teórico do meu TCC e, no final de agosto, mandei para meu orientador dar uma olhada, pois precisava ter um feedback dele. Seria importante ter esse termômetro...

No início de setembro, ele me respondeu. Vou copiar e colar parte da resposta dele aqui, só para você não achar que eu estou exagerando...

"Ana,

Li boa parte do seu texto.

Apesar de resultados, tenho alguns comentários estruturais bem importantes (veja o anexo também):

1)      O TEXTO ESTÁ MUITO DISTANTE DE UM TEXTO MÍNIMO NECESSÁRIO PARA UM TCC. UM TEXTO DE TCC DEVE SER COMPOSTO POR CAPÍTULOS. O SEU TEXTO ESTÁ MUITO MAIS PRÓXIMO DE UM CONJUNTO DE SLIDES DE POWER POINT.

[...]

O SEU TEXTO ESTÁ TOTALMENTE DESORGANIZADO EM RELAÇÃO À APRESENTAÇÃO DOS CONCEITOS E RESULTADOS o que prejudica bastante, inclusive, o potencial de análise de seus resultados.

[...]

Veja o anexo mas penso que temos muito a fazer. Acho que você deve simplesmente reescrever todo o texto seguindo a estrutura que proponho acima e olhando as observações, comentários e correções que fiz no anexo."

Está gostando desse texto?

Está gostando desse texto?

Cadastre seu email abaixo e receba mais conteúdos como esse!

Deu tudo certo! Agora, você receberá nosso conteúdo exclusivo diretamente em seu e-mail!

Não sei se você ficou ansioso(a) lendo esse trecho, mas, acredite, eu fiquei. E muito.

Quando alguém escreve para mim com letras em caixa alta, eu sempre me preocupo. A imagem metal que crio é de alguém gritando comigo (rs).

Já era setembro, o TCC era para ser entregue em outubro e foi essa resposta que eu recebi do meu orientador faltando 1 mês e pouco para eu ter que entregar o trabalho final.

Eu tremi nas bases.

Mas não permiti que essa tensão se perdurasse. Passado o choque, lembrei do que tinha me comprometido: a minha formatura. Me aproximei ainda mais da disciplina, vivendo a filosofia do "melhor viver a dor da disciplina do que a dor do arrependimento".

Lembro como se fosse hoje, recebi esse email numa sexta. No final de semana, fiz intensivão. Reescrevi o TCC todo, tratei os dados. De 30 páginas, fui para 60.

Foco total.

Dai em diante, respirei mais! Os feedbacks foram mais positivos e muito mais tranquilos.

Confesso que, nesse processo todo, algo que me chamava muita atenção era a tranquilidade do meu orientador. Apesar do caps lock no email que te mostrei (rs), eu sempre sentia muita serenidade depois de me encontrar com ele.

Por um certo momento, eu achei isso estranho. Nunca tinha lidado com professores serenos no Departamento de Engenharia Química. Geralmente, sempre tinha um ar de terrorismo.

Até que, já no final do semestre, o meu professor orientador me explicou que, para ele, TCC era um trabalho como outro qualquer, não havia necessidade de nervosismo. Ele me disse que eu não precisava tratar isso como o fim do mundo.

"Ana, se você der o seu melhor, fizer tudo direitinho, está ótimo."

Eu ampliei esse conselho dele não só para o TCC, mas para a vida.

Se você dá o seu melhor, se compromete com a excelência, você (T)em (C)omo (C)onseguir o que você quer.

A sua convicção e ação em relação ao que você deseja faz toda diferença. E isso tudo evolui para um tema que a gente dá pouco valor, mas que precisamos alimentar mais em nossas vidas: a espiritualidade.

Se conectar com algo que você acredita faz toda a diferença. Ao fazer seu melhor, você está seguindo rumo ao seu objetivo e se você acredita em algo e se aproxima disso, você tem tranquilidade em entender que suas ações estão te levando para onde você deseja e isso traz mais confiança, paz e menos ansiedade.

Em meio a um semestre caótico, escrevi meu TCC todo. Em 4 meses, construi um documento importantíssimo, saindo do zero.

Vivi a disciplina e o comprometimento. Acreditei naquilo que é minha fonte de fé.

Fechei essa jornada recebendo 10 como nota final do meu TCC. E divulgo essa nota não como fonte de mérito pessoal, mas como um lembrete de que se você acredita e faz, você chegará onde deseja.

TCC: do coração, se você faz seu melhor e acredita, Tem Como Conseguir.

Essa foi uma das lições finais como graduanda em Engenharia Química e que jamais esquecerei.


Gratidão!


Você deseja saber lidar melhor com você mesmo e com suas emoções?
Você deseja manter relacionamentos mais saudáveis dentro e fora da Engenharia?

Adquira o livro "o que aprendi na engenharia"

Conheça o livro "o que aprendi na engenharia"! Porque Ser Engenheiro é saber lidar com números, mas também com pessoas e emoções.
Livro em formato digital, por apenas R$10,00:
Quero comprar meu livro agora!
The following two tabs change content below.
Ana Luisa Almeida
Aprendiz da vida e da engenharia. Idealizadora do Projeto "O que aprendi na Engenharia". Jovem Ponte, Engenheira Química formada pela UFBA, atuando como Engenheira Trainee na Kordsa Brasil. Nascida para espalhar sorrisos e gratidão ao redor do mundo, com o Coração sempre no ritmo #GoGoGo.

Comments

comments

Gostou desse texto?

Se você quiser receber mais textos como esse, cadastre seu email abaixo! 

Nosso conteúdo é gratuito e feito com muito amor!

Pronto! A partir de agora você estará sempre conectado(a) com nosso conteúdo! Gratidão!