Reading Time: 6 minutes

 

Acesse todos os capítulos do nosso livro!

“Assuma o controle das suas emoções mais consistentes e comece conscientemente e deliberadamente a remodelar a sua experiência diária de vida.” - Anthony Robbins

Por tudo que já vivi na graduação em Engenharia Química, eu me convenci que mente é tudo.

Mente é absolutamente tudo.

Quando meus pensamentos me dominaram, eu não consegui realizar nada em minha vida. Eu fiquei paralisada em loops mentais que me levaram para um futuro que não existia e me gerava muita ansiedade.

E se a gente para para pensar um pouco, vai se deparar que essa é a realidade imposta a muito de nós.

Quando vou conseguir um estágio?

E se eu não conseguir esse estágio agora?

O que vou fazer quando eu me formar?

Será que eu vou encontrar alguma oportunidade de trabalho?

E se…

E se…

Será que..

A gente vive se angustiando com perguntas que parecem ter respostas apenas em um futuro que a gente não sabe se vai chegar do jeito que a gente projeta.

Isso é muito louco.

Viver no passado gera depressão. Viver no futuro traz ansiedade. É por isso que, talvez, essa é uma das gerações com mais pessoas convivendo com a depressão e ansiedade. Vivemos presos a um relógio psicológico que, a cada instante, nos transporta para o passado e para o futuro, mas que não nos permite vivenciar o presente.

A gente mal entra na universidade e já é atormentado com a necessidade de se envolver com milhões de atividades para garantir que vai construir um currículo sensacional para poder conseguir aquele estágio incrível que vai nos levar para o “emprego dos nossos sonhos”. Estamos sempre vivendo “lá na frente” e o que está acontecendo em nossas vidas no agora é totalmente negligenciado.

“Mas, Ana, quando eu conseguir atingir aquele objetivo tal, eu vou estar preparado(a) para cuidar dessa situação de agora.”

Se você ainda se ilude com pensamentos como estes que escrevi acima, eu vou adotar um papo mais sério contigo agora.

De coração, não se iluda a tal ponto. Enquanto você ficar só lá no futuro (que nem existe ainda), o seu tempo vai passando e quando você atingir o tal objetivo, vai surgir mais coisa que vai te tirar do presente. Isso é fato.

Eu não estou dizendo que você não deve ter objetivos. Claro que você deve tê-los! Mas objetivos são importantes para nos dar foco, não para nos fazer viver em um futuro (que eu vou enfatizar mais uma vez: ainda não existe). As suas ações do agora (que vão te conduzir a esses objetivos) precisam ser feitas prestando atenção no agora. Você tem um foco claro através dos seus objetivos, mas não permita que você passe a viver em projeções do futuro e esquecendo o agora.

Se você para para pensar, o agora é a única coisa que você tem. O passado já foi e o futuro não existe. Então, se você quer algo, você precisa estar no agora.

Olha, eu vou te confessar que desde que eu comecei a viver o presente, minha vida mudou, em todos os aspectos… Principalmente no que se refere à minha vivência na engenharia.

Antes de eu entender que eu tenho poder sobre minha mente e meus pensamentos, que eu posso controlá-los (ao invés do contrário), eu tinha um mindset intoxicado pelo desamparo aprendido, que me fazia atingir muito pouco do meu potencial.

Quando meus pensamentos me controlavam, eu tinha uma ansiedade muito maior (ainda existem resquícios de ansiedade, mas é muito menos do que um dia já foi e eu estou cada vez mais buscando diminui-la). Então, antes de provas e resultados importantes, eu não conseguia fazer nada. Só tremia, não tinha controle sobre mim.

Lidar com a pressão? Era quase impossível, eu me desesperava rapidamente. Mas ao controlar minha mente, isso mudou bastante. No meu estágio, por exemplo, eu preciso lidar com uma pressão que é relativamente alta por conta da demanda do meu setor e as atividades de responsabilidade que eu tenho, e desde que eu passei a estar acima da minha mente, essa pressão me incomoda bem pouco.

Para você começar a ter mais controle da sua mente e viver mais o agora, eu recomendo que você comece a fazer da meditação uma prática constante em sua vida.

Antecipo que eu nunca fiz curso de meditação, então não ache que você está conversando com uma especialista no tema, rs. Eu simplesmente tenho contato com pessoas que são instrumentos dessa arte e eu gosto de ler sobre e aplicar na minha vida aquilo que faz sentido. É o mesmo que eu vou te propor por aqui.

Lembro-me que meu primeiro contato consciente com a meditação foi durante a primeira Jornada da Alavanca que participei. Em um momento inicial, precisávamos apenas nos concentrar em nossa respiração por 1 minuto.

E eu nunca vou me esquecer de como aquele exercício foi difícil para mim…

Este minuto pareceu uma eternidade e eu não conseguia me desvincular dos meus pensamentos. Mas, de alguma forma, percebi que aquele momento tinha sido especial. Eu tentaria repetir por mais vezes…

Inicialmente, como eu não conseguia me concentrar em minha respiração, comecei a pesquisar por meditações conduzidas no youtube. Tentei começar com meditações menores para ir me adequando.

Era um desafio, eu nunca conseguia me desconectar dos meus pensamentos. E isso me trazia uma inquietude, porque eu achava que meditar seria estar totalmente sem pensamentos, até que eu fui fazer algumas pesquisas no google. Encontrei relatos de pessoas que me mostraram que é normal você não conseguir eliminar seus pensamentos de vez, o que cabe a você é, ao tomar consciência que você se distraiu, retornar imediatamente ao processo de meditação. Simples assim.

Então, essa é a primeira dica que te dou: ao tentar meditar, logo no início, vai ser meio desesperador. Você vai achar que nunca vai ser possível se desvincular dos seus pensamentos, mas é uma questão de tempo para você lidar melhor com isso. Caso você se distraia durante a meditação, saiba que isso é normal, apenas volte quando perceber que se distraiu. Não se cobre por perfeição, esse é um dos principais aprendizados que tenho tido na vida…

Com o passar do tempo, eu comecei fazendo meditações antes de dormir e tem sido algo bastante revigorante. Se tiver interesse, você pode pesquisar no youtube por “meditações para dormir”, que você vai encontrar várias opções que vão te conduzir a um sono leve e tranquilo.

Recentemente, tenho tentado fazer meditações ao acordar. O que me proponho é me concentrar em minha respiração por 2 minutos. Inspira, expira. Coisa rápida, mas que faz uma diferença bem grande no dia. Por sinal, aproveito para te instigar a fazer isso sempre que se sentir sob pressão ou quando não estiver se sentido muito bem. Eu mesma, por exemplo, quando estou no estágio ou na aula e sinto alguma sensação que me perturba, eu paro o que estou fazendo e vou respirar. Vou respirando, me concentrando na inspiração e na expiração. Em alguns minutos, eu já me sinto mais apta a voltar a fazer o que eu estava realizando.

Uma outra meditação que gosto muito de fazer é bem básica, mas que te eleva bastante. Ela é simples: Ao inspirar, você mentaliza frases de significados positivos, depois expira. Toda vez que eu tenho prova ou alguma atividade desafiadora, eu a realizo.

Ao inspirar, eu penso na frase “Eu sou capaz”....

Expiro…

Inspiro e mentalizo que “Eu sou paz”....

Expiro…

Inspiro… “Eu vou conseguir”...

Expiro….

E por ai vai. Vou mentalizando todas as boas sensações que desejo que me acompanhe naquele momento. Você pode fazer isso ao ritmo de uma música ou não.

Por enquanto, são essas as técnicas que eu mais utilizo no meu dia a dia. Eu sei que tem muito mais técnicas de meditação disponíveis por ai e se você tem interesse em se aprofundar nesse tema, eu te estimulo a fazer isso. A partir da meditação, você ganha o poder de controlar sua mente. E, cada vez mais, eu percebo que essa é uma das habilidades mais essenciais na vida pessoal e profissional. Saber lidar com sua mente e emoções é imprescindível.

Eu tenho priorizado respirar, literalmente falando. Sob qualquer situação de tensão, pressão ou nervosismo, eu me ausento e vou respirar. Concentro-me em perceber minha inspiração e expiração. Dirijo todo o meu foco a esses movimentos. Quando eu faço isso, eu volto diferente, mais apta a ver o que está passando despercebido. O meu foco passa a ser na solução e não no problema.

Você precisa lembrar que sua mente só te controla se você permitir.

Procure a paz mental.

Tenha menos ansiedade, depressão e stress.

Medite.


Gratidão!

Quero comprar meu livro agora!
The following two tabs change content below.
Ana Luisa Almeida
Aprendiz da vida e da engenharia. Idealizadora do Projeto "O que aprendi na Engenharia". Jovem Ponte, Engenheira Química formada pela UFBA, atuando como Engenheira Trainee na Kordsa Brasil. Nascida para espalhar sorrisos e gratidão ao redor do mundo, com o Coração sempre no ritmo #GoGoGo.

Comments

comments

Gostou desse texto?

Se você quiser receber mais textos como esse, cadastre seu email abaixo! 

Nosso conteúdo é gratuito e feito com muito amor!

Pronto! A partir de agora você estará sempre conectado(a) com nosso conteúdo! Gratidão!