Reading Time: 5 minutes

O crowdfunding do livro "o que aprendi na engenharia" pareceu que falhou, mas, em verdade, deu muito certo!

Em meados deste ano de 2016, eu escrevi meu primeiro livro.

O que aprendi na Engenharia: muito mais do que limites e derivadas, lições de vida.

O que começou como um simples blog de uma graduanda em engenharia química que "viaja" em temas como PNL, Coaching, Produtividade e etc acabou se transformando em um livro e em oportunidades de  levar uma mensagem de significado para diferentes graduandos/graduados na Engenharia em vários lugares da Bahia e do Brasil (ainda nem acredito que mês que vem eu estarei indo para uma palestra no Paraná para compartilhar um pouco de todos esses aprendizados com a galera da UNIOESTE).

Mas então, escrevi meu livro, só que faltou o dinheiro para publicá-lo. Divulguei alguns capítulos gratuitamente aqui no blog, mas queria essa mensagem nas estantes das pessoas, com fácil acesso, sendo compartilhada com quem precisasse. Então, não me acomodei. Se faltava o dinheiro para publicar, me dispus a tentar várias oportunidades para driblar a burocracia das editoras e o dinheiro exigido. Comecei com a primeira estratégia: criei um crowdfunding. Nesse crowdfunding, para publicar 500 cópias do livro, precisava levantar um valor de R$10.000,00 para arcar com os custos abaixo:

Custos do crowdfunding

A campanha começou em 12 de julho de 2016 e acabou no último domingo, dia 25 de setembro. Conseguimos arrecadar aproximadamente R$2500,00, um valor bem abaixo da meta. Então, quem contribuiu vai ter o dinheiro devolvido, já que esse é o funcionamento do crowdfunding (se bater a meta, todos recebem as recompensas escolhidas. Se não batermos, o dinheiro é estornado para quem contribuiu).

Não arrecadamos a meta e eu me responsabilizo por isso, sabe por quê?
Porque, confesso que, quando agosto chegou, eu já tinha visto que essa não foi a melhor estratégia, então, parei mais de divulgar, de chamar as pessoas para essa campanha...

O que aconteceu?

Primeiro que, lá para agosto, a menina da Vale, a Bel Pesce, resolveu criar um crowdfunding de R$200.000,00 para montar uma hamburgueira com o último vencedor do Master Chef. Isso deu o que falar na internet, muita gente questionando a dinâmica do crowdfunding e eu aproveitei a oportunidade para refletir sobre essa opção que fiz também. Entendi que essa era uma possibilidade para mim, mas que talvez não deveria ter sido a primeira. Esse acontecimento da Bel Pesce me fez entender que o crowdfunding tem uma intenção maravilhosa, mas que muitas vezes é melhor você já ter o produto físico e depois correr atrás para vender... E eu entendi que isso aplica para meu livro também.

Outro ponto: descobri que eu preciso superar uma certa limitação que tenho imposto a mim. Criei um livro e não gosto de falar sobre isso. Eu ficava me achando uma pessoa inconveniente ao pedir para as pessoas contribuírem com a campanha. Só que eu sei que se eu quero levar essa mensagem, eu preciso falar sobre isso e eu ainda tenho imposto limites nesse aspecto, alimentando uma timidez desnecessária e uma crença de que se eu fico pedindo para comprar, eu estou incomodando... Besteira da minha cabeça, eu sei disso, e já estarei trabalhando para ressignificar essa crença limitante.

E talvez você possa achar que o crowdfunding deu errado. Mas, preciso te dizer que NÃO! Em verdade, deu muito certo...

Eu ia contar essas notícias depois que estivesse tudo consolidado. Admito que eu prefiro divulgar as informações quando está tudo resolvido, mas, hoje, eu abri meu email e me deparei com a mensagem abaixo, então, entendi que eu precisava deixar meus leitores e apoiadores de todo esse trabalho cientes de tudo que aconteceu nos últimos meses. Veja só a mensagem que recebi de uma pessoa que nem conheço, mas que tinha contribuído com o crowdfunding:

Oi Ana, tudo bem?

Que pena que você teve que cancelar o projeto do livro 🙁 Tinha ficado muito interessado em sua história! Mas, acredito que você tenha tomado a melhor decisão neste momento.
Ao ler o pequeno resumo que disponibilizou, me identifiquei muito com sua história. Aprendi muita coisa com a engenharia, muito além dos cálculos e disciplinas específicas. É verdade que fui aprender mais depois de formado, rs. Mas, acredito que esse projeto possa ajudar muitos jovens, e espero que continue nesse caminho!
Saúde e sucesso! 
A essa pessoa que me enviou este email, a todos que contribuíram, torceram e ainda vão ter esse livro em mãos, eu gostaria de informar o seguinte:
A partir desse crowdfunding, o nosso livro ganhou uma visibilidade grande e importante e recebi sugestões de publicação muito boas.

Me deram a dica de publicar na Amazon (uma oportunidade muito boa e que estou pensando sobre isso também), uma grande plataforma de educação cogitou patrocinar a publicação do livro e minha mãe chegou a conversar com a secretária de educação da minha cidade natal para ver como eles poderiam ajudar. (Gratidão profunda à minha mãe. Só para você ter noção, ela se entusiasmou tanto com essa história que até o rapaz que ela compra frutas contribuiu com o livro, rs). Enfim, houve uma movimentação incrível.

E o mais especial foi a última oportunidade que surgiu. No domingo, 25/09, último dia da campanha, meu amigo, entusiasta e melhor leitor (haha), Bruno, me marcou em uma publicação no facebook, onde um projeto anunciava o seguinte:

Você é escritor/a e quer publicar seu livro de forma gratuita?

Não hesitei e já fui acessando o link, que me levou a um site onde eu submeti meu livro todo para avaliação. Ontem, 27/09, recebi um feedback:

Seja bem-vindo! A XXX, em parceria com a YYY Editora aprovou seu original para publicação. Sou ZZZ e serei o editor de seu livro, ao lado de MMM. Creio que seu livro consegue fazer exatamente a ponte entre uma obra de auto-ajuda e a realidade do mercado de trabalho tal como ele se coloca, desde o começo, na universidade, até na ponta, nas principais decisões e, por isso, acho que ele pode ajudar muita gente a trilhar seu caminho. 

Antes de enviar o contato de edição, gostaria de marcar uma conversa com você, para apresentar todo o processo que envolverá a edição de seu livro e esclarecer eventuais dúvidas.

Peço, por favor, que me indique os melhores dias e horários para que eu te procure. Como você é moradora da Bahia, creio que nossa reunião precisa ser via Skype ou pelo Facebook.  Em breve, vamos conversar e dar início à preparação do seu livro

Nesta sexta feira já estarei fazendo essa reunião e vendo se é realmente essa a opção que trabalharemos. Se sim, o livro será publicado por uma editora, atendendo as demandas de vendas! O que não gera um alto investimento por minha parte. Aparentemente, é a opção que estava procurando. Confesso que não sei nem o final dessa história, mas eu confesso que estou muito feliz e grata!
A vida é sincronicidade. Dê o seu melhor, saia do estado de esforço, viva o fluxo. Quando você menos espera, as coisas acontecem...

O crowdfunding do livro "o que aprendi na engenharia" parece que falhou, mas, em verdade, deu muito certo!

Depois dessa experiência, eu posso garantir a você: em breve, você terá acesso completo a esse livro.

A todos que contribuíram tanto financeiramente quanto compartilhando minha história e projeto, eu agradeço do fundo do meu coração. Isso tudo é estímulo e força. Gratidão por tudo, de verdade!

Vamos seguindo firmes e fortes na missão!

E nunca ache que que algo deu errado. Em pouco tempo você vê que tudo se encaixa... TUDO!

#gogogo

Gratidão!


Você deseja saber lidar melhor com você mesmo e com suas emoções?
Você deseja manter relacionamentos mais saudáveis dentro e fora da Engenharia?

Adquira o livro "o que aprendi na engenharia"

Conheça o livro "o que aprendi na engenharia"! Porque Ser Engenheiro é saber lidar com números, mas também com pessoas e emoções.
Livro em formato digital, por apenas R$10,00:
Quero comprar meu livro agora!
The following two tabs change content below.
Ana Luisa Almeida
Aprendiz da vida e da engenharia. Idealizadora do Projeto "O que aprendi na Engenharia". Jovem Ponte, Engenheira Química formada pela UFBA, atuando como Engenheira Trainee na Kordsa Brasil. Nascida para espalhar sorrisos e gratidão ao redor do mundo, com o Coração sempre no ritmo #GoGoGo.

Comments

comments

Gostou desse texto?

Se você quiser receber mais textos como esse, cadastre seu email abaixo! 

Nosso conteúdo é gratuito e feito com muito amor!

Pronto! A partir de agora você estará sempre conectado(a) com nosso conteúdo! Gratidão!