Reading Time: 3 minutes

Seja você mesmo. Não precisa enfeitar o currículo.

Recentemente, se instaurou uma polêmica na internet diante da possível fraude que seria o currículo da empreendedora Bel Pesce... Caso você não tenha acompanhado o caso, confira aqui. Dizem por aí que ela não tem os tantos de diplomas que dizia ter, que não fundou as empresas que disse ter fundado, enfim, uma série de acusações, que ela diz ser mentira. Não cabe a mim julgar ninguém, em verdade, tenho tentado me afastar desse tipo de comportamento (é difícil, mas estou firme e forte nesse objetivo). E, nessa história toda, eu tive uma percepção que eu acho importante a gente trazer um pouco mais para o contexto da engenharia.

Tenho percebido que muitos graduandos em engenharia estão em busca de vagas de estágio/trainees. Não tem sido fácil e eu fiquei pensando como alguns podem estar fazendo o que supostamente a Bel Pesce (a menina do Vale) fez: enfeitar o currículo.

Seja sincero(a): Você realmente fala inglês? Se sim, coloque no seu currículo. Se não, corra atrás disso e só coloque quando realmente falar.

Às vezes, a gente pode estar achando que, ao enfeitar um currículo, nós estamos nos aproximando de oportunidades, sendo que, na verdade, estamos construindo um castelo de cartas, que, a qualquer hora,  vai cair.

Eu trago essa avaliação para mim mesma. Depois que teve essa polêmica com a Bel, eu fui analisar meu currículo e vi que já escrevi que falo italiano básico. De fato, eu fiz 6 meses de italiano em um curso oferecido pela minha Universidade, mas, sinceramente, eu não falo italiano básico. Eu falo o básico do básico do básico do italiano. Estava enfeitando currículo!! Tomei esta consciência e já tirei italiano do meu Linkedin.

Eu sei que a concorrência não é pequena, mas mostrar ser o que você não é, pode ser uma perda de tempo tanto para você quanto para o seu empregador. Às vezes, o currículo que você tem, já pode te trazer oportunidades incríveis, não necessariamente você (e eu) precisamos enfeitar currículo.

Convivemos em uma sociedade que vive a ansiedade:

"Vou me formar... O que vou fazer?? Não posso ficar desempregado(a), tenho que conquistar uma vaga de trainee!!!"

"Preciso achar um estágio para me formar logo!!!"

Eu sei que temos ambições, mas a gente precisa exercitar a paciência para não cair nessa cilada de vender algo que não se tem. Em verdade, alguns processos seletivos valorizam bastante os ditos "vendedores", aqueles que sabem vender o peixe e, talvez ai, esteja uma das possíveis causas para vivermos em um mundo de tanta fantasia curricular. Mas não se limite a esse sistema. Mantenha sua essência.

Eu sei que você quer conquistar uma oportunidade bacana de emprego (eu também quero!), mas será mesmo que, para isso, a gente precisa fingir que é uma Beyoncé sendo que, na verdade, é uma Britney Spears (eu viajei aqui agora, rs). Na verdade, tanto a Beyoncé quanto a Britney são excelentes cantoras porque elas são íntegras com as personalidades e habilidades delas, tanto no currículo quanto na vida real.

O melhor é relativo.

Se Bel Pesce falou a verdade ou não, eu realmente não sei, tenho aproveitado essa história toda para me avaliar e não me permitir colocar em um papel algo que eu não sou.

Isso não faz um pingo de sentido...

Gratidão!


Você deseja saber lidar melhor com você mesmo e com suas emoções?
Você deseja manter relacionamentos mais saudáveis dentro e fora da Engenharia?

Adquira o livro "o que aprendi na engenharia"

Conheça o livro "o que aprendi na engenharia"! Porque Ser Engenheiro é saber lidar com números, mas também com pessoas e emoções.
Livro em formato digital, por apenas R$10,00:
Quero comprar meu livro agora!
The following two tabs change content below.
Ana Luisa Almeida
Aprendiz da vida e da engenharia. Idealizadora do Projeto "O que aprendi na Engenharia". Jovem Ponte, Engenheira Química formada pela UFBA, atuando como Engenheira Trainee na Kordsa Brasil. Nascida para espalhar sorrisos e gratidão ao redor do mundo, com o Coração sempre no ritmo #GoGoGo.

Comments

comments

Gostou desse texto?

Se você quiser receber mais textos como esse, cadastre seu email abaixo! 

Nosso conteúdo é gratuito e feito com muito amor!

Pronto! A partir de agora você estará sempre conectado(a) com nosso conteúdo! Gratidão!