Reading Time: 3 minutes

Ontem*, entrei no ônibus e não tive como ficar sem ouvir a conversa entre duas meninas que estavam próximas de mim.
Uma delas vestia um uniforme de um colégio particular e bastante famoso aqui em Salvador e desabafava:

- Meu Deus, imagine quando eu chegar no Terceiro ano… Se agora já tá assim!!! Passo o dia todo no colégio, aulas de manhã e de tarde!!!!

A colega complementou:

-Coisa mesmo vai ser quando você entrar na Universidade…

Ai ela disse:

-Ainda mais eu que pretendo fazer Engenharia Química…

Se a conversa já estava atraindo minha atenção, depois que ela falou isso, não consegui mais me controlar e puxei o assunto dizendo que eu estudava Engenharia Química.
Ela ficou animada e eu também, até que questionei a ela:

-Por que você quer fazer engenharia química?

E ela me disse:

-Eu adoro química!!!!

Então, eu logo complementei:

-Mas oh, o curso tem química, mas tem muita física também!!

Ela disse:

-Huum, eu não tiro notas boas em matemática e física, mas eu adoro química!! Por isso farei Eng. Química….

Eu finalizei o diálogo ai. Poderia continuar? Sim e até queria, mas meus pensamentos não deixaram…

Observe, a menina passa o dia todo dela dentro da escola e por quais razões ela esta escolhendo a futura profissão? Porque ela gosta de química, física e matemática. Agora me diga, de que forma isso é fator determinante para a gente escolher no que vamos investir o maior tempo da nossa vida? De que forma gostar de química, física ou matemática é fator crucial para eu decidir o que de fato eu amo e quero fazer pro resto da minha vida??

Culpa da menina? Óbvio que não, eu escolhi minha futura profissão assim e não estou sozinha. Tem milhares nesse mesmo grupo. Culpa da gente? Eu digo que não, a gente vive um sistema que só nos faz pensar assim mesmo. Quem gosta de geografia e história, vai pra humanas. Quem gosta de exatas, vai pra engenharia. E escolha bem, porque, a depender, vão dizer que você vai ser pobre, sem qualidade de vida(me questiono desde quando ostentar carros de luxo e mansão passou a ser qualidade de vida)…

E se já é absurdo tudo isso, piora quando você vai pra Universidade. UmUniverso de Oportunidades, tanta coisa pra fazer, mas se você faz engenharia e vai pro evento de empreendedorismo ou design, a galera chega arregala o olho, porque se você faz engenharia, você tem que estar naquilo que dizem ser apropriado pra quem faz engenharia (uma sala com um cara no quadro cheio de fórmula e você sem piscar, porque se piscar vai cair aquela dedução matemática que nunca vão te exigir no seu emprego, mas que você tem que decorar porque se não você vai perder na prova).

Temos um sistema de Ensino carregado de estereótipos, de excesso de teoria e isso tudo me traz uma incomodação, que, principalmente neste ano, começou a se propagar de uma forma positiva no sentido de que, todos os dias, antes de dormir eu penso: De que forma eu posso mudar isso? A cada dia mais vou tentando deixar minha marca de mudança e só vou parar no dia que eu entrar no ônibus e a menina falar feliz que ela passa o dia no colégio porque esta aprendendo atividades práticas, úteis e que mostrarão a ela o caminho do trabalho que ela ama. Só vou parar no dia que eu entrar no evento do quer que seja e ao dizer que faço engenharia, eu não seja bicho estranho, pelo contrario, tenha mais gente dessa área indo comigo, pensando além.

Só vou parar no dia que o sistema brasileiro de ensino pensar fora da caixinha. Não é porque você gosta de matemática, física e química que você deve fazer engenharia.

*Texto originalmente escrito no dia 15 de maio de 2015.

The following two tabs change content below.
Ana Luisa Almeida
Aprendiz da vida e da engenharia. Idealizadora do Projeto "O que aprendi na Engenharia". Jovem Ponte, Engenheira Química formada pela UFBA, atuando como Engenheira Trainee na Kordsa Brasil. Nascida para espalhar sorrisos e gratidão ao redor do mundo, com o Coração sempre no ritmo #GoGoGo.

Comments

comments

Gostou desse texto?

Se você quiser receber mais textos como esse, cadastre seu email abaixo! 

Nosso conteúdo é gratuito e feito com muito amor!

Pronto! A partir de agora você estará sempre conectado(a) com nosso conteúdo! Gratidão!